Entrevista com Xand (2010)

Sua idade: 38 anos Filhos: vários, digamos que mais de mil. Quantos anos de convertido: 15 anos Durante quanto tempo foi paquito: quatro anos Quando batizou nas águas: 2006 O que é o Guerreiros de Deus? O Guerreiros de Deus é uma Missão Interdenominacional que tem como visão ALMAS, e como estratégia: amor. Somos uma instituição cristã (sem placas denominacionais, nossa placa é Jesus Cristo). Trabalhamos no Niger há alguns anos e desenvolvemos trabalhos missionários e sociais em várias áreas (esporte, música, dança, alfabetização, costura, nutrição, saúde, discipulado). Em que religião você foi criado? Pela minha família fui criado no espiritismo, porém na adolescência e juventude me aprofundei em magia negra e outras áreas como voudu, etc. Conte-me como era sua vida cotidiana na época em que era paquito? Não tínhamos tempo para nada, por mim posso afirmar não me importava com ninguém a não ser comigo mesmo, era uma pessoa muito agitado, ansioso e mimado. Como era a sua relação com o trabalho na televisão e com a Xuxa? Não tinha uma boa relação era tudo muito profissional. Que conquistas você obteve durante essa fase da sua vida? Tirando a parte de conhecimento em produção, coreografia, artes cênicas posso dizer que não obtive grandes coisas, eu era uma pessoa muito arrogante e egocêntrica, não tinha muitos amigos, muitas pessoas interesseiras que estavam ao meu lado só porque era famoso, mais louvo a Deus que isto é passado. Posso afirmar que não tenho saudades e nada daquilo me faz falta. Em algumas entrevistas, você diz que tinha pacto com o Diabo. Como era esse envolvimento com o satanismo? Tive vários pactos com o diabo, tinha um relacionamento com ele como de pai para filho, ele me chamava de diabo loiro e eu o chamava de pai. Tudo que eu tinha era consagrado. Como foi a conversão na sua vida? O que o levou a deixar a vida de fama para ser cristão? Jesus Cristo e ninguém mais poderia me fazer deixar a vida que eu tinha, só milagre mesmo! Entrei em uma igreja porque vi que o som estava ruim e queria bater em quem estava tocando, e na verdade chegando lá Jesus me tocou, falaram de um Deus Vivo para mim, e a partir de então minha vida mudou radicalmente. Qual foi a principal barreira, os principais problemas que encarou na vida pessoal e profissional após aceitar Jesus? Bom na vida pessoal um dos principais problemas foi o isolamento, na minha época quase nenhum artista secular tinha se convertido. As pessoas se afastaram de mim, por eu ter tomado esta decisão, também tive preconceito da família que era espírita, e o choque interior das coisas que estava aprendendo da Bíblia com a vida que eu levava no passado depravada. Profissionalmente os principais problemas foram, o interesse de gravadoras evangélicas não pela pessoa “Alexandre”, mais sim pelo meu passado, era interessante ter alguém que foi artista no mundo na gravadora, e as pessoas não se importavam com minha vida espiritual. Eu reincidi meus contratos seculares todos e passei a ter uma vida simples e procurar me adequar com os ensinamentos da Bíblia. Sentiu falta da fama? Não sei se era falta da fama, mais sentia falta das facilidades que ser uma pessoa popular traz (ser tratado como um vip em todos os lugares, ter acesso a muitos lugares que uma pessoa não famosa não tem). Senti falta disto. Como surgiu a vontade de ser missionário fora do seu país? Quando eu um seminário teológico, tivemos várias aulas e palestras sobre missiologia, o que me interessou muito, eu desde criança viajava muito e acabou ficando fácil de me adaptar em diferentes lugares e culturas. Através do seminário vi que existiam muitos povos que não conheciam o amor de Deus revelado através de Jesus Cristo, e foi assim que tive a vontade de ir conhecer estes lugares. O Níger é um dos países mais pobres do mundo. Como foi se adaptar à região? Niger é segundo o IDH da ONU o país mais pobre do mundo, não é um lugar muito fácil, o clima é difícil, média acima sempre de 50°C é um país dentro do Sahara e quase 100% islâmico. Na primeira vez que estive lá tive muitas dificuldades, pois a alimentação também era muito diferente e vi muita miséria de uma forma que jamais pensei que existisse em grande escala. Como é o trabalho do seu ministério Guerreiros de Deus no Níger? Trabalhamos atualmente em várias áreas, mais o trabalho basicamente se baseia no levar  pessoas famintas fisicamente e espiritualmente para uma vida melhor em Cristo Jesus. Todos os trabalhos do MGD tem características evangelísticas e sociais, nunca mandamos uma pessoa para casa com a barriga vazia, e também nunca damos um prato de comida sem antes falar do amor de Cristo Jesus pela vida desta pessoa. Temos uma boa aceitação dentro do país, porém não podemos esquecer de informar que sendo um país islâmico também temos perseguições. Atualmente nossa base funciona como uma igreja cristã às quartas e domingos, aos domingos chegamos a ter uma freqüência em torno de 300 pessoas, sendo muitas crianças, mães, adolescentes e jovens. Que tipo de projetos sociais vocês realizam no país? Atualmente trabalhos sociais são:

Projeto de Nutrição – Base Plateau, Koira Tegui, Harobanda, Zarmagande (novo Gaweye), Terah, Mailo, Toudounounka e em um Village em Maradi.

Projetos de Esporte – Na capital Niamey, equipes de futebol,  de vôlei, de Handball, sendo 1 delas com paralíticos.

Aulas de música, Frances, dança e canto – todas gratuitas para carentes.

Casa das Flores – alfabetização, aulas de costura, e culinária para mulheres.

Qual a amplitude (resultado) do seu trabalho com sua esposa durante todos esse anos? Nos primeiros anos, tivemos muitas dificuldades, até que pudéssemos ganhar a confiança deles e principalmente das pessoas que ajudam no projeto. Quando não se tem muito resultado é difícil alguém acreditar que aquilo que você está fazendo é real, apartir do momento que fomos conquistando espaço na sociedade e confiança dos pais (do povo), Deus foi abrindo as portas para nós, nos dando novos sonhos estratégias e podemos dizer que o ano que mais marcou em nossas vidas foi de 2007, quando em 3 meses conseguimos fazer o que tentava há tantos anos, era como se Deus falasse este é o momento, estou com vocês! E desde então temos investido, temos colocado em prática novas estratégias e enfrentado muitas lutas e perseguições, mais as coisas tem acontecido.

Quais são os maiores desafios de evangelizar o Níger atualmente? O Niger é um país muito especial o povo é hospitaleiro desde que não toque no assunto de religião ou Jesus Cristo. Então existem pessoas que tem muitas dificuldades. O maior desafio é mostrar que eles podem mudar, melhorar crescer, é um povo que não consegue enxergar a sua própria importância, sempre olham para o estrangeiro como superior, e isto atrapalha muito eles que se minimizam. Também é um povo com poucas informações do que acontece no mundo ou no próprio país. Um dos grandes desafios é mostrar para este povo que eles são como nós! Que somos iguais e que eles podem crescer e que Cristo pode mudar a história e a esperança daquela nação.

Hoje você se considera um homem feliz e realizado? Totalmente, eu e minha esposa sempre falamos: não queremos viver para nós mesmos, queremos fazer a diferença na vida de alguém, e louvamos a Deus pois, temos feito.

Quais são os seus futuros projetos na obra missionária? Queremos crescer, queremos aumentar ainda mais as raízes que temos nesta nação, não somos fechados para outras nações. Pelo contrário temos até um projeto na Índia, no interior uma creche para 60 crianças de casta baixa e dos intocáveis. Porém nosso chamado pessoal especifico é para o Niger, então é lá que vamos fixar raízes, existem muitas tribos no Niger que ainda não conhecem Jesus, que não tem nenhum cristão ou projeto social sendo desenvolvido. Agora precisamos entrar nestas vilas, através de projetos de nutrição, escolas gratuitas, saúde, precisamos de missionários, profissionais voluntários, ajuda, para que possamos crescer e para que este povo tenha uma oportunidade. E para nós enquanto houver uma alma que não conhece a Cristo, ali é um campo missionário. Que possamos prosseguir para o alvo.

Para maiores informações envie um e-mail direto para Xand: alexandregiovana@uol.com.br

0 visualização

JUNTE-SE AO MOVIMENTO!

Receba as últimas notícias e atualizações

FALE CONOSCO

Ficamos sempre alegres em conhecer pessoas dispostas a ajudar no reino de Deus, deixe uma mensagem e entraremos em contato o mais rápido possível, vamos juntos levar a palavra de Cristo a todas as nações. 

ENDEREÇO:

TELEFONE:

AGD Níger

BP. 13.801

Niamey - Níger

Afrique   

WhatsApp

+55 11 96571-4533

EMAIL

alexandregiovana@uol.com.br

(direto com Alexandre)

comunicacao@agdniger.com

(para receber relatorios)

© 2020 by AGD Guerreiros de Deus